terça-feira, 21 de setembro de 2010

Alheira com ovo



Começa assim a semana da gastronomia tradicional portuguesa, não deixe de participar no passatempo que poderá ver aqui.

Esta é uma receita bem típica em Portugal. Um dos enchidos com mais história no nosso país abre o leque de receitas da semana da cozinha tradicional portuguesa. Delicie-se com a receita e aprenda um pouco mais sobre este enchido, que deve o seu nome a um dos seus ingredientes: o alho!

Confeccionada de formas diferentes, consoante a zona do país onde é comida, a alheira continua a fazer as nossas delicias. Na zona norte é comida desfeita, frita ou assada na própria gordura, acompanhada com batata cozida e/ou grelos salteados .

Na região mais a sul, a alheira é consumida frita, inteira e com ovo e batata frita. Qualquer que seja a forma que a prefira comer, não deixe de experimentar! Esta receita é uma combinação da região norte e da região sul! Que tal?

Ingredientes para 2 pessoas

2 alheiras
2 ovos
sal
azeite



Confecção

- Pique a alheira com um garfo ou um palito e leve-a a fritar na própria gordura. Não se importe que ela rebente ou se desfaça.
- À parte faça os ovos estrelados em azeite com uma pitada de sal.
- Emprate a alheira. Eu usei uns moldes para lhe dar forma e sirva com ovo estrelado por cima e acompanhamento a gosto. Batata frita, grelos, batata cozida, salada, o limite é o gosto de cada um!






Saiba mais sobre...a alheira.


A alheira é, sem dúvida, um dos enchidos com mais história em Portugal. Confeccionada com alho(ao qual deve o nome), gordura animal, pimentão doce, pão, azeite, carne de aves(actualmente já se encontra com carne de porco, caça, bacalhau e tantas outras derivações).


A alheira foi inventada em plena época da Inquisição em Portugal, séc. XV, quando os judeus eram perseguidos e obrigados a converterem-se. Aos judeus convertidos(à força) chama a história de "novos - cristãos". Foram estes que, perante uma sociedade de desconfiança face a eles, e numa época em que era comum pendurar à porta os enchidos para todo o ano, que surgiu a alheira, numa necessidade de ludibriar os vizinhos e a inquisição dos novos costumes destes "novos - cristãos".


A alheira, que era também um enchido, não era confeccionada com carne de porco, que os judeus não comem, mas com vitela, coelho, peru, pato e por vezes até mesmo perdiz. Assim, estes enchidos eram pendurados nas casas, iludindo a Inquisição de que estes judeus já não praticavam a sua religião.
Aos poucos, este enchido foi-se disseminando pelo resto do país, e foi sendo adaptando aos gostos dos populares, que depressa lhe introduziram a carne e a gordura do porco. Disseminou-se e tornou-se mesmo popular na região Norte, também fruto dos judeus nesta região do país.


Tanto tempo depois, a alheira continua a fazer parte das nossas ementas diárias, continuando a ser um produto muito apreciado e que se adaptou aos novos tempos, sendo já confeccionada de diversas formas.

9 comentários:

  1. Adoro este comer, sabe tão bem ;)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! uma alheira sabe sempre bem!
    bjos e obrigada pela visita!

    ResponderEliminar
  3. Não conheço alheira...
    Mas este prato parece-me muito saboroso.
    Abraços, Daniana
    http://cozinhasemdrama.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Daniana, a alheira é um enchido tipicamente portugues, muito bom. Come-se fritas ou no forno e é muito bom.

    abraço

    ResponderEliminar
  5. Obrigada Liliana, Sarokas e Daniel, a nossa cozinha é realmente fantástica!

    bjos

    ResponderEliminar
  6. Adoro alheira e gostei muito de ler a parte histórica.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Obrigada Catarina. Tive o cuidado de, em cada receita publicada, esta semana, acrescentar alguma informação!

    espero que todos gostem.

    abraço

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita. Deixe o seu comentário, é sempre bem-vindo a este cantinho. Responderei assim que poder.