quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Compota de cebola com vinho do Porto

A ideia surgiu num dos livros da Colecção Grandes Chefes Visão.  A compota feita pelo chefe Miguel Castro e Silva  era feita em 6 horas o que se revelou tarefa quase impossível para mim.

Apostada em experimentar esta compota decidi abreviar a receita e usar o açúcar gelificante. Obtive assim uma deliciosa compota, tipo geleia , de cebola com vinho do Porto, em cerca de 20 minutos.

Devo dizer que vale a pena experimentar e acompanha lindamente pratos de carne.  Deve ser guardada num frasco esterilizado e bem fechado e depois de arrefecer guarde no frigorífico. Aqui fica a sugestão.


Receita para um frasco de 200 /250 g
Grau de dificuldade: Médio
Tempo confecção: 25 minutos

Ingredientes

150 g cebola cortada em meias -luas
80  g açúcar gelificante
50 dl vinho do porto






Confecção

- Cerca de meia hora antes coloque a cebola com o açúcar gelificante e o vinho do Porto a macerar.




- Leve depois a lume brando o preparado e vá mexendo sempre.  À medida que a mistura for aquecendo vai ganhando a consistência de compota. Mexa sempre sem parar até ferver. Quando começar a ferver conte 3 a 4 minutos, sempre sem parar de mexer , e desligue o lume. Coloque a compota num frasco devidamente esterilizado e feche-o bem. Deixe arrefecer a compota e coloque-a depois no frigorífico. 





Notas: Esta compota fica mais tipo geleia. Após confecção fica meio liquida e vai ganhando consistência e textura ao arrefecer.

Esterilize bem os frascos. Para tal coloque-os com água até cima no microondas e aqueça até a água ferver. Coloque as tampas dos frascos no alguidar e despeje para lá a água dos frascos, com cuidado para não se queimar.

Deite o doce de imediato para dentro dos frascos, feche bem e vire os frascos ao contrário para ganhar vácuo. Deixe o doce arrefecer e só depois coloque então os frascos no frigorifico.

Esta compota aguenta cerca de 1 mês no frigorifico. Não use colheres sujas ao retirar a compota do frasco, pois vai contaminá-la e estragá-la. Feche bem o frasco cada vez que usar a compota e volte a colocá-la no frigorifico.






8 comentários:

  1. Aqui está uma coisa que nunca me passaria pela cabeça fazer. Ficou com uma cor linda.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Nunca tinha ouvido falar, não me parece mal.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Hummm..esta compota parece acompanhar muito bem umas carninhas grelhadas, gostei bastante!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Compota de cebola para mim é novidade!
    Mas parece-me que resulta bem e para acompanhar carne deve ser deliciosoa, pois adoro sabores agridoces. Parabens.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olha mas que interessante! Vou "roubar" a receita. Faz mesmo o nosso género de comida :)

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Ando para experimentar há uma série de tempo. Ficou com um aspeto lindo :)

    ResponderEliminar
  7. Uma sugestão diferente e com bom aspecto! Conheço receitas de chutney, versão salgado, assim em doce não conhecia.

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita. Deixe o seu comentário, é sempre bem-vindo a este cantinho. Responderei assim que poder.