segunda-feira, 30 de abril de 2012

Arroz de frango à portuguesa




























Uma óptima receita para o dia-a-dia de maior pressa, pois além de ser uma receita bastante económica, faz-se muito rapidamente.


Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 30 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 3 bifes de frango
  • 150 g arroz carolino
  • 3 c. sopa polpa de tomate
  • 2 c. sopa de cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 fio de azeite
  • 4 c. sopa de ervilhas 
  • 6 rodelas de chouriço de carne
  •  folhas de hortelã

Preparação

1- Corte a carne em pedaços pequenos e tempere a gosto de sal.

2- Num tacho deite um fio de azeite e aloure o frango. Retire-o e reserve.

3. No mesmo tacho deite mais um fio de azeite, o alho e a cebola e refogue-os até amolecerem. Junte o arroz, deixe-o fritar  um pouco, junte então água (cerca de 650 ml pois queremos que o arroz fique com caldo), a polpa de tomate e tempere de sal. Mexa e deixe cozinhar até ferver. Quando começar a ferver junte as ervilhas,mexa novamente, tape o tacho e deixe cozinhar.

4. Uns minutos antes de desligar o lume junte o chouriço e a carne, envolva bem e deixe acabar de apurar.

5. Sirva acabado de preparar aromatizado com folhas de hortelã.


domingo, 29 de abril de 2012

Moelas salteadas em azeite e alho



























Domingo é muitas vezes dia de petisco ou de uma refeição mais ligeira ao jantar. Uma sopa e uma sandes ou um petisco são óptimas refeições para um dia de maior descontracção. Estas moelas salteadas são muito fáceis de fazer e dão um bom petisco com pão a acompanhar. O inconveniente é que demoram bastante tempo a cozer, mas pode usar a panela de pressão para diminuir este tempo de cozedura.


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade- fácil
Tempo preparação-  1h (cozer as moelas + saltear)
Custo económico

Ingredientes
  • 500 g moelas frango
  • sal
  • 2 dentes de alho
  • azeite
  • 1 folha de louro


Preparação

1. Lave e limpe bem as moelas de peles se necessário. Leve-as a  cozer na panela de pressão com água e sal cerca de 40 minutos ou até estarem cozidas. (Para facilitar cozi as moelas no dia anterior)

2. Depois de cozidas escorra-as bem, deixe arrefecer um pouco  e corte-as em pedaços.

3. Deite um fio de azeite numa frigideira, junte o louro e os alhos laminados e leve ao lume. De seguida junte as moelas, deixe cozinhar mais uns 3 minutos e desligue o lume.

4. Sirva as moelas ainda quentes com pão.

sábado, 28 de abril de 2012

Fatias de lombo de porco em molho de pimentão com fusili salteado com legumes



























Às vezes compro um pedaço de lombo de porco que corto às fatias finas para fritar e fica muito bom, não demora muito tempo a cozinhar e dá uma óptima refeição. Este foi feito com molho de pimentão e acompanhado por massa salteada com legumes.

Receita para 2 a 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 35 m
Custo- económico

Ingredientes
  • 500 g fatias de lombo de porco (que apanhe a parte do cachaço de preferência pois a carne é mais tenra)
  • 1 c. chá de massa de pimentão
  • 2 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 100 ml vinho branco
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de pimentão doce
  • 150 g fusili
  • 1/2 courgette 1 cenoura
  • 1 fio de azeite
  • 1 dente de alho



























Preparação

1. De véspera coloque a carne num saco e junte os alhos finamente cortados, o vinho branco, a massa de pimentão e o pimentão doce, o louro e tempere de sal. Feche o saco, agite-o e coloque-o sobre uma taça. Isto fará com que a carne absorva por completo os sabores da marinada.

2. No dia de preparar a carne deite-a numa frigideira aquecida com um fio de azeite antes e junte a marinada. Baixe o lume tape a frigideira e deixe cozinhar até a carne estar tenra.

3. Coza a massa em bastante água e sal até estar al dente. Entretanto corte a cenoura e a courgette em juliana grossa e salteie os legumes numa frigideira com um fio de azeite e o dente de alho finamente picado.

4. Escorra a massa depois de cozida e deite-a na frigideira com os legumes. Envolva-a bem e deixe saltear uns minutos.

5. Sirva então a carne com a massa salteada.





























sexta-feira, 27 de abril de 2012

Lulas estufadas com ervilhas



























Adoro ervilhas. Gosto de as utilizar no mais diversos pratos e quando não são elas o ingrediente principal de uma receita, acabo sempre por as colocar na mesma. Desta vez trouxeram-me um saco cheio de ervilhas frescas que tenho utilizado nas mais variadas receitas. Posso afirmar que o sabor é completamente diferente das congeladas que são muito práticas, mas em sabor não se compara. As ervilhas frescas chegam a ter um sabor adocicado, são mais tenras e suculentas e marcam a diferença. Neste prato de lulas tiveram destaque. Aqui fica a receita.


Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 35 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 400 g lulas congeladas
  • 1 c. sopa de cebola
  • 100 g ervilhas (usei frescas mas pode usar congeladas)
  • 2 c. sopa polpa de tomate
  • 1 dente de alho pequeno
  • 1 fio de azeite
  • 1 pitada de sal
  • coentros frescos





Preparação

1. Num tacho coloque as lulas descongeladas. Junte a polpa de tomate, a cebola, o alho picado, um fio de azeite e cerca de 150 ml de água e leve ao lume num tacho tapado. Tempere então de sal.

2. Quando começar a ferver introduza as ervilhas e deixe cozinhar até as lulas e as ervilhas estarem estufadas.

3. Uns minutos antes de desligar o lume salpique com coentros frescos finamente cortados e mexa para aromatizar.

4. Sirva as lulas com batata cozida e salada.





quinta-feira, 26 de abril de 2012

Esparguete à bolonhesa



























É um clássico da cozinha italiana adoptado por diferentes países que lhe foram imprimindo novas características. É um prato que aprecio bastante mas que raramente faço.Desta vez decidi fazer e ficou realmente mito saboroso. Aqui fica a receita.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade . fácil
Tempo preparação- 30 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 300 g carne de vaca picada
  • 1 lata de tomate aos cubos
  • 6 c. sopa de polpa de tomate
  • umas folhas de mangericão fresco
  • umas folhas de orégãos frescos
  • 100 g de esparguete 
  • 1 pitada de sal
  • 2 c. sopa de cebola picada
  • 30 g queijo de pasta dura para ralar a gosto
  • azeite q.b.



Preparação

1. Comece por preparar o molho. Num tacho aqueça um fio de azeite e nele aloure a cebola, em lume brando. Junte o tomate triturado, a polpa de tomate, uma colher de chá de açúcar e uma pitada de sal. Mexa e deixe cozinhar uns 10 minutos.

2. Junte então a carne picada, envolva bem no molho e deixe cozinhar mais uns 10 minutos, sempre em lume brando. Rectifique os temperos no final.

3. Enquanto a carne cozinha faça a massa. Leve bastante água ao lume com sal e quando ferver junte o esparguete. Mexa e deixe cozinhar uns 8 minutos.

4. Rale o queijo no ralador e junte uma mistura de orégãos frescos e manjericão finamente picados. Reserves algumas folhas de manjericão inteiras.

5. Escorra o esparguete depois de cozido e coloque-o numa tigela. Cubra com o molho de carne e tomate, salpique com o queijo ralado aromatizado e enfeite com umas folhas de manjericão. Sirva de imediato.





quarta-feira, 25 de abril de 2012

Filetes de peixe - gato panados com arroz de ervilhas



























Hoje celebra-se em Portugal o feriado do chamado 25 de Abril, dia que marca o fim de uma longa época de ditadura em Portugal e a instauração da democracia.

É também dia de ficar por casa, preparar uma boa comida caseira e apreciar junto dos nossos familiares o prazer de comer com calma, porque a comida une as famílias e isso é maravilhoso.

Hoje apresento uns filetes de peixe - gato panados, uma novidade para mim que comprei para experimentar e gostei bastante. São muito parecidos com os filetes de pescada que se compra congelados, mas mais baratos e mais altos que os filetes de pescada, logo mais suculentos.

Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 20 m + marinada
Custo- económico

Ingredientes

Filetes 
  • 1 kg filetes de peixe - gato congelados
  • sumo de 3 limões
  • 0,5lt de leite
  • sal
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • 1 pitada de mostarda em pó 
  • 1 ovo
  • farinha q.b 
 Arroz de ervilhas
  • 150 g arroz agulha
  • 50 g ervilhas congeladas
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 cebola picada
  • 1 fio de azeite





 Preparação

1. De véspera deixe os filetes descongelar um pouco e coloque-os numa taça. Regue-os com o leite, o sumo de limão e junte o alho picado, o louro, a mostarda em pó e tempere de sal. tape com película aderente e reserve no frigorífico até ao dia seguinte .

2. Retire os filetes da marinada. Bata um ovo com a marinada dos filetes. Noutra tigela coloque a farinha. Comece por passar os filetes na farinha, sacuda o excesso, passe-os pelo ovo e passe-os por fim novamente na farinha. Frite-os em óleo bem quente até estarem alourados de ambos os lados.

3. Para o arroz leve a  cebola a alourar num tacho com um fio de azeite em lume brando. Junte o arroz e deixe fritar uns 2 minutos. Junte água (cerca de 350 ml) aumente o lume, tempere de sal a gosto , tape o tacho e deixe cozinhar até ferver. Quando começar a ferver introduza as ervilhas e mexa. Deixe acabar de cozinhar até o arroz estar cozido.

4. Sirva os filetes com arroz de ervilhas e salada.



terça-feira, 24 de abril de 2012

Camarão no forno com alho e ervas aromáticas



























Hoje é o dia do meu aniversário e porque é um dia especial publico uma receita que gosto muito. Adoro camarão de toda e qualquer forma, cozido, grelhado, assado. Desta vez temperei-o com uma mistura de ervas aromáticas frescas e ficou uma delicía. Para uma entrada simples é uma óptima opção.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 30 m
Custo- dispendioso

Ingredientes
  •  8 a 10 camarões grandes
  • 3 dentes de alho
  • 1 pitada de sal
  • 1 fio de azeite
  • 1 molhinho de ervas aromáticas com manjericão, tomilho e coentros
  • sumo de 1 limão






























Preparação

1. Corte os bigodes aos camarões com uma tesoura e coloque-os num recipiente de forno.

2. Regue com azeite e salpique com uma pitada de sal e espalhe o alho laminado sobre o camarão. Polvilhe com as ervas aromáticas finamente cortadas e leve ao forno a 200 º durante cerca de 15 minutos. A meio da cozedura regue os camarões com o molho.

3. Retire o camarão do forno, regue com o sumo de limão (se não gostar muito de sumo de limão use apenas metade) e sirva com pão torrado.





























segunda-feira, 23 de abril de 2012

Arroz de carne picada com cenoura, courgette e beringela



























É um prato rápido e económico para o dia -a-dia, resultou da minha experiência com este arroz de carne com feijão e também fica muito bom. É uma boa forma de comermos legumes e uma óptima refeição para estes dias que têm andado chuvosos e ainda pedem comidas mais reconfortantes.

Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 30 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 400 g carne de vaca picada
  • 150 g arroz carolino
  • 1 cenoura
  • 1/2 courgette
  • 1 beringela
  • 3 c. sopa de polpa de tomate
  • 2 c. sopa de cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 pitada de sal e pimenta preta
  • 1 fio de azeite
  • 1 c. chá de pimento encarnado
  • 1 molhinho de salsa fresca





Preparação

1. Comece por lavar bem os legumes. Descasque a cenoura e corte-a em pequenos pedaços. faça o mesmo à courgette e à beringela. Coloque a beringela em sal enquanto prepara a restante receita para que perca o sabor amargo característico.

2. Num tacho aqueça um fio de azeite e nele aloure, em lume brando,  a cebola e o alho sem deixar queimar. Junte a carne, mexa e deixe fritar até a carne mudar toda de cor. Junte então a polpa de tomate e mexa novamente.

3. Sempre com o lume no mínimo, junte então o arroz, mexa, deixe fritar uns 2 minutos. Junte cerca de 1 lt de água, tempere de sal e pimenta, aumente o lume e deixe cozinhar até começar a ferver. Assim que ferver introduza a cenoura, o pimento, a courgette e a beringela passada por água. Tape o tacho e deixe cozinhar até o arroz estar cozido. Se vir que está  a secar muito acrescente mais água quente.

4. Quando o arroz estiver cozido rectifique os temperos se necessário, desligue o lume, salpique o arroz com a salsa cortada e sirva de imediato.





 Notas

 - A carne de vaca mando picar no talho,  a carne é melhor que aquela que se compra embalada e sai mais barata por kg.

- Em relação às medidas de arroz calculo 50 g de arroz cru por pessoa, pois o arroz depois de cozido triplica de tamanho, ou seja, 50 g de arroz cru equivale a 150 g de arroz cozido. Uma boa forma de medir o arroz sem o pesar é com uma chávena. Uma chávena de chá de arroz dá mais ou menos para 3 a 4  pessoas , uma vez que uma chávena de chá leva normalmente 200 g. A partir daí pode medir para 2 pessoas, meia chávena de chá de arroz. Por cada chávena de chá de arroz, junte 2 de água. Costuma ser um bom truque

- Em relação ao pimento encarnado costumo comprar, parto em tiras pequenas e coloco num saco bem vedado no congelador. Quando preciso é só tirar a quantidade que pretendo. Em relação à salsa e aos coentros costumo fazer o mesmo.

domingo, 22 de abril de 2012

Queijo no forno com mangericão fresco



























Mais simples não há e dá uma óptima entrada quando temos tempo. Pode sempre fazer esta entrada num dia em que já esteja a usar forno para outra receita.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 15 m
Custo- económico

Ingredientes

  • 1 queijo de cabra e ovelha com 250 g
  • 1 molhinho de mangericão fresco
  • 1 dente de alho

Preparação

1.  Coloque o queijo num recipiente de forno.

2. Abra uma tampa na parte de cima do queijo e leve a formo pré-aquecido a 200º  durante cerca de 7 minutos.

3. Passado este tempo retire do forno, coloque na parte aberta do queijo o alho bem esmagado e o mangericão cortado.

4. Leve ao forno mais 3 minutos, retire e sirva de imediato com pão.



sábado, 21 de abril de 2012

Filetes de Tainha panados com açorda de poejos



























A Tainha é provavelmente um dos peixes mais desprezados em Portugal. Muito porque algumas das espécies de Tainha (de rio principalmente) se alimentam de tudo o que apanham e os rios cada vez mais poluído não lhe conferiam bom sabor.

O mesmo se passava no mar, com o sabor a petróleo. por estas razões tonou-se um peixe pouco usual de encontrar à venda. Eu própria nunca tinha comido Tainha até que um conhecido que pesca como passatempo me trouxe duas Tainhas fresquíssimas, ainda  a cheirar a mar e me disse para experimentar

Há quem as faça assadas no forno, mas ele aconselhou-me a experimentar fritas ( na sua etimologia grega Tainha significa peixe para fritar) e decidi fazer filetes. Foi uma óptima experiência, pois é um peixe saboroso, firme e fica muito bem frito. Para terminar a experiência uma açorda de poejos, erva aromática que nunca tinha experimentado. A receita da açorda é tal como a minha avó fazia.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - médio
Tempo preparação- 35 m
Custo- baixo

Ingredientes
  • 2 Tainhas com cerca de 800 g cada
  • sal 
  • 2 dentes de alho
  • 1 c. sopa de vinagre de sidra
  • 1 ovo
  • farinha q.b. para panar
  • sobras de pão duro (cerca de 1/2 pão alentejano)
  • 1 raminho de poejos frescos
  • 2 dentes de alho
  • uma folha de louro
  • água q.b.
  • 1 fio de azeite
  • sal
  • 2 ovos


Preparação

1. Comece por arranjar o peixe (neste caso foi necessário pois veio directamente do mar para mim). Escame-o, limpe-o e prepare os filetes. Como nunca tinha feito filetes e, é sempre bom aprender porque sai mais barato que comprar os filetes já prontos,  deixo aqui um site com dicas para aprenderem também.  Uma boa faca é essencial para fazer filetes de peixe em casa. Como fazer filetes de peixe

2. Depois dos filetes arranjados lave-os bem e coloque-os numa taça a tomar gosto com sal, o vinagre e os alhos finamente picados

3. Prepare a açorda. Corte o pão (manualmente) e coloque-os numa taça larga com água acima do pão. Deixe amolecer uns minutos.

4. Depois coloque este preparado num tacho, junte os alhos esmagados, sem casca, uma folha de louro, um fio de azeite e tempere de sal. Leve ao lume até ferver. Depois de ferver introduza o raminho de poejos migados e deixe cozinhar uns 10 minutos em lume médio. Findo este tempo junte os ovos, mexa bem e cozinhe-os a gosto.

5. Prepare os filetes. Passe-os primeiro por farinha, depois por ovo batido  com um pouco de água e uma pitada de sal e novamente por farinha e frite-os em óleo abundante e bem quente, até estarem alourados de ambos os lados. 

6. Sirva os filetes de tainha com a açorda de poejos e se gostar salpique o peixe com umas gotas de vinagre.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Pudim salgado de pão com salsichas e cogumelos



























Numa altura como esta nada se pode estragar e o pão é mesmo daquelas coisas que não se estraga. Que tal fazer um pudim de pão salgado? Fica uma delícia, é fácil de fazer,económico e pudemos aproveitar sobras de pão. Esta receita foi inspirada num pudim de pão que vi no programa Kitchen Boss do TLC. No programa ele fazia para um pequeno almoço e com outros ingredientes. Eu simplifiquei mais a receita e aproveitei-a para um delicioso almoço. Aqui fica a receita passo-a-passo.

Receita para 4  pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 1 hora + tempo para tomar gosto
Custo- económico

Ingredientes
  • sobras de pão duro ( o equivalente a 1 baguete grande)
  • 4 salsichas frescas
  • 100 g cogumelos frescos (para sair mais em conta pode usar cogumelos de lata)
  • 1 fio de óleo
  • 1 c. sopa de margarina
  • sal e pimenta
  • 2 c. sopa de queijo parmesão ralado
  • 0,5 lt leite
  • 4 ovos
  • 8 fatias de queijo mozzarella
  • 1 raminho de cebolinho e coentros ( o ideal era usar mangericão ou oregãos frescos mas não tinha)


Preparação

1. Comece por cortar o pão em pequenos pedaços.  Deite-o numa taça, junte o leite e os ovos batidos e o parmesão ralado. Deixe amolecer enquanto prepara a restante receita.



2.  Corte a pele das salsichas e desfaça-as com um garfo. Leve um tacho ao lume com um fio de óleo e a margarina e deixe derreter. Junte as salsichas desfeitas e frite-as até a carne mudar de cor. Junte também os cogumelos laminados e deixe-os fritar. Não tempere de sal neste momento para os cogumelos não perderem água, tempera-se depois.



3. Depois das salsichas e dos cogumelos  estarem fritos coloque-os num tabuleiro de forno.




4. Cubra com a mistura do pão e no final misture tudo já no tabuleiro. Tempere então de sal e pimenta a gosto. Polvilhe também com as ervas aromáticas.




5. Cubra então com o queijo mozzarella e leve ao forno a 210º (forno tradicional) durante cerca de 40 minutos ou até ficar alourado e cozido por  dentro(faça o teste do palito, se sai limpo, está cozido por dentro).



6. Sirva o pudim de pão salgado ainda quente com uma salada de alface e tomate.








quinta-feira, 19 de abril de 2012

Empadão de bacalhau com cenoura - aproveitamentos



























O que fazer com umas sobras de bacalhau cozido? Desta vez saiu um delicioso empadão de bacalhau. Para ser mais rápido usei puré ultra-congelado, (da marca Pingo Doce) que é muito bom e poupa imenso tempo na correria do dia-a-dia.

Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 30 m
Custo- médio/baixo

Ingredientes
  • 500g puré ultra-congelado
  • sobras de bacalhau (cerca de 1 posta)
  • 1 cenoura
  • 1/2 alho francês
  • 1 cebola média
  • 1 dente de alho
  • leite q.b.
  • 1 c. chá de manteiga
  • 1 pitada de sal
  • 1 ovo
  • coentros frescos q.b.
  • azeite q.b



Preparação

1. Comece por fazer o puré. Coloque o puré congelado num tacho com leite e deixe derreter. Quando estiver quase derretido junte sal, manteiga e mexa. Acrescente leite consoante queira o puré mais consistente ou menos.

2. Numa frigideira deite um fio de azeite e leve a aquecer. Junte a cebola às rodelas e o alho finamente picado e deixe amolecer sem queimar. Quando a cebola estiver amolecida junte o alho francês às rodelas e a cenoura em juliana grossa feita manualmente. Deixe cozinhar em lume brando até os legumes amolecerem também. No final junte uma porção de coentros frescos finamente cortados e mexa.

3. Por fim junte o bacalhau às lascas e deixe tomar gosto uns minutos. Tempere de sal se necessário.

4. Num recipiente coloque uma camada de puré e coloque o recheio do bacalhau. Cubra com o restante puré e pincele com ovo batido. Leve ao forno a alourar ou ao microondas caso tenha grill. Sirva acabado de confeccionar com salada a gosto.




quarta-feira, 18 de abril de 2012

Risotto doce de laranja



























Tirei esta receita do Kitchen boss do canal TLC e devo dizer que fica um arroz doce muito saboroso. O sabor da laranja e da canela marcam a diferença, mas o facto de ser feito com arroz arbóreo também faz deste arroz doce algo invulgar.

Receita para 2 a 3 pessoas
Grau de dificuldade - médio
Tempo preparação- 45 m
Custo- económico

Ingredientes
  • 1/2 chávena de arroz arbóreo
  • 4 chávenas de leite
  • 1 chávena de açúcar (se quiserem mais doce podem pôr mais açúcar)
  • casca de 1 laranja
  • 1 pitada de sal
  • 1 c. café de açúcar baunilhado
  • 3 gemas
  • 1 pau de canela




























Preparação

1.  Num tacho colocar o arroz, o leite, de seguida o açúcar, a raspa de laranja, o pau de canela, o sal e o açúcar baunilhado. Mexa tudo e leve ao lume até ferver. ( o lume não deve estar muito alto)

2. Depois de ferver deixe cozer entre 30 a 35 minutos. Deixe arrefecer um pouco.

3. Bata as gemas e tempere-as colocando uma porção pequena de arroz e misturando bem. Junte um pouco mais de arroz e de seguida incorpore as gemas temperadas no risotto. Misture muito bem e coloque numa taça. Leve ao frigorífico cerca de 1h30 e sirva.


terça-feira, 17 de abril de 2012

Arroz com carne picada e feijão encarnado



























O frio parece não querer desaparecer por aqui e continuam a saber bem pratos quentinhos e reconfortantes. esta foto não faz justiça ao sabor deste prato que foi inventado e que ficou uma verdadeira delicia. Muito simples, mas uma explosão de sabores na boca.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação-30 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 250 g carne de vaca picada (peço para  picar no talho, é mais saborosa e sai mais em conta)
  • 125 g arroz carolino
  • 1 lata de feijão média
  • 1 c. café de pimentão doce
  • 1 pitada de cominho
  • sal e pimenta preta
  • 4 c. sopa de polpa de tomate
  • 1/2 cebola picada
  • 1 dente de alho
  • 1 folha de louro
  • 1 fio de azeite


Preparação

1. Deite um fio de azeite num tacho e nele aloure a cebola e o alho finamente picados em lume brando.

2. Junte a carne, deixe fritar um pouco até perder a cor vermelha e junte o arroz. Mexa e deixe fritar mais 2 minutos em lume brando.

3. junte cerca de 0,5 lt de água, a polpa de tomate e tempere de sal e pimenta. Mexa bem, tape o tacho e deixe ferver em lume médio.

4. Quando começar a ferver introduza o feijão com o molho, adicione o pimentão doce e os cominhos, rectifique de sal se necessário e junte também a folha de louro. Mantenha em lume médio, com o tacho tapado e deixe cozinhar até o arroz estar devidamente cozido (se necessário acrescente mais água quente).

5. Sirva de imediato após estar pronto.


segunda-feira, 16 de abril de 2012

Mais 30 sugestões de receitas económicas



Deixo aqui mais 30 sugestões de receitas económicas.


1 - Costeletas de porco com alho e mostarda

2 - Fusili com bacon,fiambre e oregãos frescos

3 - Creme de ovos e baunilha

4- Folhado de camarão, salsichas e cogumelos

5- Quiche lorraine tradicional

6- Rolinhos de peru recheados com delicícias do mar e fiambre e de chourição e queijo

7- Duo de custard e chocolate

8 - Frango panado à americana

9 - Tarte de peru, tomate e pimento

10- Carne de porco à padroeira

11- Lasanha de ricotta e fiambre

12- Chapata com tiras de porco, legumes e ovo estrelado

13-Folhados de salsicha, queijo e mostarda

14- Atum com grão e ovo escalfado em molho de tomate

15- Arroz de salsichas frescas, mexilhão e courgette

16- Arroz de lulas em vinho tinto
17- Bifinhos de porco com laranja e coentros

18- Frittata de batata, presunto e queijo da ilha - aproveitamentos


19- Esparguete gratinado com mozzarella e tomate cherry salteado

20 - Bolo salgado de requeijão, mortadela e bacon

21- Frango com esparguete e cogumelos

22- Salsichas frescas estufadas com cenoura e puré de batata com espinafres

23- Frango à camponesa

24- Almofadinhas de queijo e fiambre e de salsicha e queijo

25- Pescada frita com arroz de tomate

26- Tarte de salsicha, queijo e presunto

27- Arroz de açafrão com frango, salsichas e camarão - aproveitamentos
28- Açorda de peixe e camarão

29- Bifanas à antiga

30- Souflê de bacalhau à antiga com molho de tomate

domingo, 15 de abril de 2012

Tarte de peixe e bróculos- aproveitamentos



























Esta é uma tarte feita com aproveitamento de sobras de peixe cozido com legumes e pode ser uma boa forma de não estragar comida que sobra de outras refeições, aproveitando-a e dando-lhe um novo brilho numa nova refeição.

Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 35 m
Custo - económico

Ingredientes
  • 1 base de massa quebrada
  • 3 ovos
  • sobras de pescada cozida
  • sobras de bróculos cozidos
  • sobras de feijão verde cozido
  • azeitonas pretas
  • sal e pimenta 
  • 200 ml natas 
  • fatias de pepperoni



























Preparação

1. Desfaça o peixe em lascas, corte os bróculos em raminhos e o feijão verde em pedaços pequenos.

2. Numa tigela bata os vos com as natas, tempere com uma pitada de sal e pimenta e incorpore o peixe e os legumes.

3. Estenda a massa quebrada numa tarteira e encha com o recheio. Espalhe algumas azeitonas e as fatias de pepperoni.

4. Leve a forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 20 minutos ou até estar alourado e sirva ainda quente com uma salada.


sábado, 14 de abril de 2012

Moelas estufadas à antiga


É uma receita que conheço desde sempre e que de vez em quando faço. pode servir como petisco ou como refeição. Não é a receita tradicional das nossas tascas portuguesas, mas uma adaptação, uma vez que estas se servem inteiras e são estufadas de forma leve após serem cozidas primeiro. Estas foram acompanhadas com batata cozida e pão saloio torrado por baixo e estavam uma delicia. 


Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - médio
Tempo preparação- 1 h
Custo - económico


Ingredientes
  • 850 g moelas frango
  • 1 cebola média
  • 1 dente de alho
  • 1 folha de louro
  • azeite q.b.
  • 1 pitada de piri- piri 
  • 1 c. sopa de pimento encarnado aos cubos
  • 1 c. café de pimentão doce
  • 2 c. sopa de polpa de tomate
  • 2 tomates maduros 
  • 1 molho de salsa fresca
  • 100  ml vinho branco
  • 1 pitada de sal

Preparação

1. Lave e  limpe bem as moelas. Leve as moelas a cozer com sal , de preferência na panela de pressão , cerca de 40 minutos até estarem tenras.

2. Depois de cozidas escorra-as, reserve um pouco do caldo e coloque-as noutro tacho. Junte a cebola e o alho finamente cortados, a polpa de tomate, o tomate aos cubos, o pimento ( compro fresco, corto aos cubos e congelo para ter quando preciso)e o louro. Regue com o vinho branco e uma ou dias conchas de caldo de cozer as moelas.

3. Tempere a gosto com piri-piri, junte o pimentão doce, regue com um fio de azeite  e tempere de sal se precisar.Leve então a lume médio, com o tacho tapado para as moelas acabarem de estufar durante cerca de 20 minutos. Mexa de vez em quando e se necessário rectifique os temperos.

4. Uns 3 minutos antes de desligar o lume salpique com a salsa fresca cortada. Sirva as moelas acabadas de confeccionar sobre uma fatia de pão torrado e com batatas cozidas a acompanhar.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Esparguete com molho marinara, camarão e mexilhão




A massa pede sempre um bom molho e os italianos apreciam bastante o molho marinara. Confesso que massa com molho de tomate e queijo por cima para mim já é uma refeição perfeita, mas desta vez coloquei camarão e mexilhão e ainda ficou melhor. A receita é muito simples e o molho é uma adaptação minha ao original.

Receita para 2 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 35 m
Custo - económico

Ingredientes

  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 1 fio de azeite
  • 1 lata de tomate aos pedaços
  • 1 lata de polpa de tomate
  • 2 pacotes de açúcar pequenos ( um pacote por cada lata de tomate)
  • 1 pitada de sal e pimenta preta
  • 1 molhinho de coentros frescos (o ideal seria mangericão mas não tinha)
  • 150 g esparguete
  • 200 g miolo de camarão médio congelado
  • 150 g mexilhão com meia concha congelado
  • queijo parmesão ralado




Preparação

1. Pique finamente a cebola e o alho. Aqueça um tacho e junte o azeite. Incorpore de imediato a cebola e o alho picado, baixe o lume e deixe a cebola amolecer. De seguida junte a lata de tomate triturado, a mesma quantidade de polpa de tomate e o açúcar e mexa. Tempere a gosto de sal e pimenta, junte o louro e deixe cozinhar uns 10 minutos em lume brando, mexendo de vez em quando.

2. Enquanto o molho cozinha coa a massa. Aqueça água num tacho com bastante sal e quando a água começar a ferver junte a massa , mexa e deixe cozer cerca de 8 minutos. 

3. Quando o molho já estiver consistente junte o camarão (previamente descongelado) bem como o mexilhão. tape o tacho e deixe cozinhar em lume brando mais uns 4 a 5 minutos ou até verificar que ambos estão cozidos.

4. Escorra então a massa e adicione de imediato o molho. Polvilhe com salsa fresca e sirva de imediato polvilhado com queijo parmesão ralado.



quinta-feira, 12 de abril de 2012

Caldeirada de coelho



























A receita foi inspirada na caldeirada de peixe , apesar de não ter cozinhado a batata junto com o coelho. É servido com batata cozida e pão torrado e é uma óptima forma de cozinhar coelho, a carne fica muito saborosa e é muito fácil de fazer. Foi feito para um almoço de família e todos gostaram bastante.

Receita para 6 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 1 h
Custo- médio

Ingredientes
  • 2 coelhos partidos aos pedaços
  • 2 cebolas médias
  • 4 tomates maduros
  • 1 pimento encarnado
  • 1 ramo de salsa
  • 2 dentes de alho
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • 0,5 lt de vinho branco
  • 1 lt de água
  • batata cozida
  • pão saloio torrado
  • salada a gosto



Preparação

1. Comece por cortar as cebolas( descascadas) e os tomates às rodelas. Lamine também os alhos e corte os pimentos aos cubos.

2. Num tacho grande coloque uma camada de cebola, outra de tomate e outra de pimento e coloque as partes do coelho que demoram mais tempo a cozinhar (pernas, mãos, etc). Coloque outra camada de legumes, carne e repita até terminar os ingredientes.

3. No final regue com um fio de azeite, junte a salsa cortada, os alhos laminados, tempere de sal a gosto e regue com o vinho branco e com a  água.

4. Tape o tacho e leve a lume médio durante cerca de 50 minutos. ou até verificar que a carne está cozinhada.  Quando começar a ferver mexa para misturar os sabores e prove para rectificar os temperos. No final da cozedura polvilhe com mais salsa fresca e desligue o lume. 

5. Á parte coza as batatas às rodelas e torre o pão.

6. Sirva o coelho com batata cozida, por cima do pão torrado e com salada.








quarta-feira, 11 de abril de 2012

Delicía de natas e morangos



























Em época de morangos é inevitável usa-los das mais variadas formas, desde simples, com açúcar ou chantily , em sobremesas e doces. Os morangos são um fruto maravilhoso, quer a nível de sabor, quer pela sua cor apelativa. Esta é uma sobremesa muito simples, mas que fica muito boa. Aqui fica a sugestão.


Receita para 3 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo preparação- 25 m + tempo frigorífico
Custo- económico

Ingredientes
  • 200 ml natas frescas
  • 1 c. sopa de açúcar branco
  • 300 g morangos
  • 1 cálice de vinho do porto 
  • 2 c. sopa de açúcar amarelo


Preparação

1. Lave bem os morangos, corte o pé e corte-os de seguida em pedaços grandes.

2. Coloque os morangos num tacho com o açúcar amarelo e o vinho do Porto e leve a lume brando, mexendo de vez em quando até os morangos ficarem cozinhados, mas não desfeitos.

3. Depois de obter esta espécie de doce de morango deixe arrefecer.

4. Batas as natas (bem geladas) com o açúcar branco até obter chantily.

5. Em taças individuais coloque no fundo uma porção do doce de morangos e por cima as natas batidas.

6. Leve ao frigorífico cerca de 4 horas e sirva bem fresco.