sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Bolo de mel, canela e nozes





Este é um bolo muito simples de se fazer mas com uma complexidade de sabores fascinante. Um bolo de mel, canela e nozes, sabores que combinam na perfeição e que resultam num bolo muito aromático. Foi feito para levar para um almoço de família pelo que não houve tempo para tirar fotos ao interior, mas acreditem, fica com um delicioso tom escuro e perfumado com especiarias. E porque estamos já em Dezembro, porque não uma óptima sugestão para a mesa de Natal.


Receita para 6 pessoas
Grau de dificuldade - fácil
Tempo de confecção - 1 h


Ingredientes
  • 200 g farinha
  • 40 g manteiga
  • 9 c. sopa de leite
  • 6 c. sopa de mel
  • 1 c. chá de fermento em pó
  • 2 ovos
  • sumo de meio limão
  • raspa de um limão
  • 2 c. sopa de miolo de noz
  • 1 c. café de canela moída Suldouro
  • 1 c.café de erva doce moída Suldouro
  • açúcar em pó para decorar



 

Confecção

1. Comece por colocar num tacho o leite e a manteiga  e leve ao lume a aquecer sem deixar ferver. Introduza o mel e continue a mexer em lume brando. Desligue o lume e deixe este preparado arrefecer por completo.

2. Numa tigela grande coloque a farinha peneirada, o fermento, os ovos, a raspa do limão, o sumo de meio limão, a canela e a erva doce e misture bem. De seguida vá adicionando , aos poucos, o preparado do leite já frio, mexendo bem a cada adição. Mexa bem a massa até obter uma massa homogénea e está pronta quando começar a fazer bolhas. Junte as nozes e envolva-as bem na massa.

3. Coloque a massa numa forma de bolo inglês ( se não for de silicone unte com manteiga e polvilhe com farinha) e leve ao forno pré-aquecido a 200 º C durante cerca de 40 minutos ou até confirmar que o bolo está cozido.

4. Depois de cozido retire do formo, deixe arrefecer e desenforme. Polvilhe com açúcar em pó e sirva.


Acompanhe este bolo com:


Vinho do Porto Lágrima Tinto- Ramos Pinto
 É o mais doce de todos os Portos e contém cerca de 140 gramas de açúcar por litro.
Conforme o nome indica, o Lágrima Tinto provém da lágrima do vinho tinto, ou seja, do escorrimento do mosto dos lagares, “bica aberta”, apenas com uma ligeira fermentação.
O aroma é fresco, vivo e muito frutado. Na boca, é muito aveludado e apresenta um final muito longo.
É um vinho original, que se pode beber simplesmente fresco…ou com gelo e uma rodela de limão. Com água tónica ou sumo de laranja.










Nota

Para esta receita estes foram os produtos usados:

5 comentários:

  1. Um bolo com uma combinação de ingredientes perfeita! Gosto tanto do sabor da canela e das nozes!
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Que belo bolo!
    Até parece que lhe sinto o sabor.
    bjinhos

    ResponderEliminar
  3. Adorei o bolinho!
    Deve ficar uma delícia.
    Bjs

    http://colherdepauesaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que blindo bolinho!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita. Deixe o seu comentário, é sempre bem-vindo a este cantinho. Responderei assim que poder.